O prejuízo do rebaixamento no Catarinense

Foto: Divulgação/Camboriú FC

Foto: Divulgação/Camboriú FC

Ser rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Catarinense é um prejuízo e tanto, e nem só pelo fato de ficar quase um ano parado sem calendário. Fica muito difícil fechar as contas.

Quem passou por isso no ano passado foi o Camboriú Futebol Clube. Segundo balanço financeiro publicado no site da Federação Catarinense de Futebol, o Tricolor saiu de um superávit de R$ 416 mil em 2013 para um déficit de R$ 55 mil no ano passado.

Só de receita de renda de jogos, a equipe faturou R$ 11,4 mil a menos que na primeira divisão. O prejuízo maior foi ficar sem cota de televisão, lá se foi uma receia de cerca de R$ 240 mil. Uma competição maior, com número muito maior de viagens e para lugares mais longe que na Série A, ajudaram a aumentar ainda mais os gastos com futebol profissional, passando de R$ 209 mil para R$ 452 mil. O estrago nas contas do clube só não foi maior graças aos R$ 200 mil arrecadados com a venda de atletas.

Esse ano o clube planeja gastar um pouco menos do que o ano passado e conseguiu o aumento de alguns patrocínios, mas ainda busca novos parceiros para ter um ano financeiro mais tranquilo. A aposta em Paulo Foiani como treinador, com curto, mas bom currículo, é para buscar o acesso e assim ter um 2016 bem melhor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s